Atentado na Turquia deixa 86 mortos

Uma explosão na Turquia, durante um protesto que pedia por paz, matou, pelo menos, 86 pessoas. O atentado aconteceu na manhã deste sábado (10) e deixou ainda 186 feridos, ainda segundo o ministro da Saúde. As detonações ocorreram perto da estação de trem central da cidade de Ancara.

A manifestação reunia centenas de ativistas esquerdistas e pró-curdos. O governo descreveu o incidente como um ataque terrorista, anunciado semanas antes da eleição nacional.

Testemunhas relataram que as duas explosões aconteceram com segundos de diferença pouco depois das 10h, no horário local, quando a multidão se reunia para pedir o fim do conflito entre forças de segurança turcas e militantes curdos no sudeste do país.

Ataque ainda sem autores

Até o momento, ninguém assumiu a autoria do atentado. No entanto, o país-membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) está em alerta de segurança desde o início de uma “guerra sincronizada ao terror” em julho. A Turquia também prendeu centenas de supostos militantes curdos e islâmicos em seu território.

Por conta do grave ataque, o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, cancelou seus próximos três dias de campanha para a eleição. Ainda neste sábado (10), ele deve fazer uma reunião de emergência com os chefes da polícia e de inteligência e outros órgãos.

EUA condenam ataque

Ainda neste sábado, os Estados Unidos fizeram comunicado condenando o atentado e reafirmando a determinação em combater o terrorismo junto à Turquia. Além disso, os americanos pediram a todos os cidadãos do país para que se “comprometerem com a paz” e se unam contra o terror.

“Os Estados Unidos condenam fortemente o horrível ataque terrorista de hoje em Ancara, Turquia. O fato de este ataque ocorrer antes de uma manifestação pela paz ressalta a depravação dos que estão por trás dele e recorda a necessidade de enfrentar os desafios de segurança compartilhados na região”, disse o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Ned Price, em comunicado

Segundo Price, o governo americano envia condolências aos parentes das vítimas e estima a rápida recuperação dos feridos “desta violência sem sentido”. “Os Estados Unidos continuarão do lado do governo turco e seu povo à medida que lutemos juntos contra o flagelo do terrorismo. Estes horríveis atos de violência só fortalecerão nossa determinação”, salientou o porta-voz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.