Grupo que mediou diálogo tunisiano ganha Nobel da Paz

O Quarteto do Diálogo Nacional tunisiano venceu o prêmio Nobel da Paz “por sua contribuição decisiva à construção de uma democracia pluralista” depois da Revolução de Jasmim de 2011. A decisão foi anunciada pelo comitê Nobel norueguês.

“O Quarteto se formou em meados de 2013, num momento em que o processo de democratização corria perigo devido aos assassinatos políticos e aos importantes distúrbios sociais”, afirmou o comitê.

O Quarteto é responsável pela organização de um longo e complicado diálogo nacional entre os islamitas e seus opositores, obrigando-os a tirar o país de sua paralisia institucional. O grupo é formado pelo UGTT, sindicato histórico da Tunísia e símbolo da independência, pela patronal Utica, pela Liga Tunisiana de Direitos Humanos (LTDH) e pela ordem dos advogados.

O Quarteto promoveu “um processo político alternativo, pacífico, num momento em que o país estava à beira da guerra civil”, salientou ainda o comitê.

Para o comitê, a atuação do Quarteto foi crucial para permitir que a Tunísia “estabelecesse um sistema constitucional de governo que garantisse os direitos fundamentais para o conjunto da população, sem distinções de sexo, convicções políticas ou crenças religiosas”.

Os vencedores serão premiados oficialmente em Oslo no dia 10 de dezembro, data do aniversário da morte em 1896 do criador do prêmio, Alfred Nobel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.