Presidente turco vai a enterro de vítimas da tentativa de golpe militar

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, participou neste domingo (17) do enterro de algumas pessoas que morreram durante a tentativa de golpe militar da última sexta-feira (15), que deixou 265 mortos. Deles, 161 são civis e 104 militares contrários ao governo. Ele pediu para que seus apoiadores permaneçam nas praças públicas.

Erdogan garantiu que vai continuar a limpar o “vírus”, que resultou na tentativa de golpe, de todas as instituições do Estado – uma referência ao seu adversário de longa data, o clérigo baseado nos Estados Unidos Fethullah Gulen. Para ele, a tentativa de golpe foi derrubada por vontade nacional.

O presidente afirmou ainda que os ministérios da Justiça e de Relações Exteriores da Turquia vão escrever aos Estados Unidos e outros governos ocidentais para solicitar a devolução de Gulen. Ele aponta os partidários de Gulen nas forças armadas como responsáveis tentativa de golpe contra o seu governo.

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.