Segundo pesquisa, consumir açaí diariamente ajuda na redução do colesterol ruim

Pesquisadores da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) observaram que o açaí, fruta típica da Amazônia, consegue prevenir a formação de placas ateromatosas, encontradas na doença de aterosclerose, uma das grandes causadoras de acidentes cardiovasculares e de morte.

A fruta possui efeito antioxidante e quando incluída na alimentação é capaz de diminuir danos oxidativos e consegue melhorar o perfil de lipídios (gordura) no sangue.

A coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas e do Laboratório de Epidemiologia Molecular da universidade, professora Renata Nascimento de Freitas, explica que as reações de oxidação são naturais no organismo humano. “Além de ser um processo normal do nosso metabolismo, as reações de oxidação podem aumentar quando a pessoa se expõe a poluição, fumaça do cigarro, inflamação e até mesmo exercício físico exagerado”, diz.

Estudos realizados em mulheres

O estudo foi realizado com 42 mulheres saudáveis entre 18 e 32 anos. Elas receberam a orientação de consumir 200g da polpa da fruta diariamente, por um período de quatro semanas. Após esse período, foi realizado análise no sangue das candidatas que participaram do programa e observou-se que ocorreu redução do colesterol ruim (LDL) e aumento do bom (HDL).

Carla Machado

Jornalista com experiência em assessoria de imprensa, onde trabalhou na produção de conteúdo interno e externo e no atendimento à imprensa, e em jornal, revista e site, nos quais foi repórter. No dia 22 de maio de 2014, recebeu o prêmio Paulo Octavio de Jornalismo, pela categoria Melhor Série de Reportagem, com a série #Brasíliaquerandar, do Jornal de Brasília.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.