A geração Yara Shahidi: ativismo, engajamento e pioneirismo

Yara Shahidi tem apenas 21 anos, mas já está cursando seu último ano na Universidade de Harvard, comanda a produtora 7th Sun, lançada recentemente com sua mãe e está colhendo os frutos após sua participação na série Black-ish, um sucesso da sitcom ABC que a tornou uma das jovens atrizes mais procuradas em Hollywood.

O ativismo de Yara Shahidi e seu engajamento com marcas e projetos

O ativismo de Yara Shahidi e seu engajamento com marcas e projetos
Fonte : pinterest.com

Yara Shahidi tem uma ambição em ver uma representação mais diversificada na frente e atrás das câmeras. Por isso ela e sua mãe, Keri, fundaram a 7th Sun. A inseparável dupla mãe-filha já tem uma série de projetos no horizonte, incluindo várias séries animadas e uma comédia sobre a vida de uma mulher negra em Oakland, Califórnia. O objetivo da dupla é realmente derrubar a hierarquia e como o poder é tradicionalmente disseminado em espaços como este e dar às pessoas autonomia para ter voz.

Enquanto a personagem de Yara Shahidi na série Black-ish, Zoey Johnson, ainda permanece em uma busca para se encontrar, Keri diz que Yara já é muito decidida sobre sua vida. A missão de Yara Shahidi de assegurar uma distribuição mais justa de poder, recursos e oportunidades na indústria da televisão se reflete nos projetos que ela escolhe, nos produtos que ela endossa, nas pessoas que ela contrata e nas marcas com as quais ela se alinha. Chanel, Adidas, Tory Burch e Bobbi Brown se alinharam com a atriz e, mais recentemente, a Dior nomeou Yara Shahidi como embaixadora da marca global de moda e maquiagem, vestindo suas blusas femininas em muitos ensaios para a marca.

Yara Shahidi conseguiu seu primeiro anúncio publicitário com seis semanas de idade, iniciou sua primeira empresa, Dharma Driven, aos 8 anos, fez sua estreia no cinema com Eddie Murphy quando ela fez 9 anos, e chegou em Black-ish aos 14. Até a Oprah disse que Shahidi deveria concorrer à presidência. A Primeira Dama Michelle Obama, que escreveu uma das famosas cartas de recomendação de Yara Shahidi em Harvard, ficará entusiasmada em saber que, apesar das exigências do seu trabalho, ela também tem sido uma excelente estudante.

Saúde mental e vida profissional

A paz de espírito tem sido tema de um debate vigoroso nos últimos meses, estimulado em parte pelas decisões de várias atletas negras que decidiram colocar seu bem-estar emocional à frente dos esportes. Naomi Osaka deu início à conversa no início deste ano quando ela se retirou das competições da França para se concentrar em sua saúde mental. Simone Biles ficou fora da maior parte dos Jogos Olímpicos de Verão de Tóquio por razões similares. E Simone Manuel, uma medalhista de ouro olímpica negra na natação, se abriu sobre o combate à depressão causada pelo estresse do excesso de treinamento. Enquanto alguns críticos ridicularizavam Biles, Osaka e Manuel, questionando sua força e talento inerente (ou pior), outros as aplaudiam por sua bravura. Yara Shahidi está certamente no último campo.

Segundo Yara Shahidi, elas pegaram algo que acontece nos bastidores para muitos de nós e o colocaram no centro do debate. E acrescenta que o que tem sido adorável testemunhar é que, por mais que tenha havido críticas, também tem havido muito apoio.

Estes são tempos difíceis, mas Yara Shahidi continua esperançosa, recusando-se com firmeza a ceder ao desespero. Isso espalha o otimismo para os outros. Sherrilyn Ifill, presidente e diretor-conselheiro do Fundo de Defesa Jurídica e Educação da NAACP, que passou décadas na luta pelos direitos civis e pela justiça racial, diz que Yara Shahidi lhe dá esperança para o futuro. Ela é um exemplo poderoso de como os jovens se recusam a se deixar levar pelo silêncio. Ela é uma atriz talentosa, uma estudante brilhante, uma ativista e uma grande beleza americana, que está profundamente envolvida com questões de justiça racial e igualdade.

Yara Shahidi é precisa em apontar que ela não é a única jovem trilhando essa jornada. Greta Thunberg, Malala Yousafzai, Naomi Wadler e a poetisa Amanda Gorman são apenas outro punhado de ativistas na faixa etária de Yara Shahidi que são centelhas de esperança na sociedade.

Para Yara Shahidi, estamos em uma época em que não estamos mais nos conformando com a reforma, mas com uma verdadeira reimaginação. Ela aponta a mudança através do diálogo e defende que o sistema não está quebrado, mas sim que o sistema estava funcionando exatamente como deveria, e isso é um problema. Acompanhar este tipo de mudança na retórica deixa um monte de possibilidades realmente interessantes na nossa frente. Isso não quer dizer que chegar lá será fácil, mas mudará a forma como nos orientamos para a ação cotidiana e isso é muito emocionante. A fim de alcançar uma união mais harmônica, Yara Shahidi argumenta que o Ocidente precisa se responsabilizar com seu papel nas catástrofes globais que estamos testemunhando atualmente. Estamos começando a falar mais publicamente sobre os efeitos do colonialismo, da escravidão, etc., não apenas como algo que aconteceu no passado, mas como algo que tem tido efeitos contínuos e duradouros. Estas conversas aconteceram no meio acadêmico, aconteceram nos círculos populares durante anos e anos, mas elas não estavam acontecendo nestas plataformas principais.

Projetos futuros

Yara Shahidi interpretará a Sininho no novo filme de ação de Peter Pan da Disney, previsto para a primavera de 2022. E em suas mãos, uma das mais famosas ajudantes da literatura terá muito mais agência, ela promete. A personagem é retratada como parceira de Peter Pan, o que é divertido. Ela ainda é aquela personagem imperfeita e irritante que às vezes pode ser um pouco difícil, não necessariamente a melhor influência, mas ela está amando seu arco de histórias.

Yara Shahidi ainda tem uma série de opções que ela está considerando para o próximo capítulo da sua vida. Começar um think tank, abrir um estúdio de música, mais estudos, talvez até mesmo uma faculdade de direito. Por enquanto, no entanto, ela vai ter um descanso muito necessário. Sua mãe disse algo que sempre a impactou muito: para que você possa fazer seu melhor trabalho, você tem que cuidar de si mesma.

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.