Lula pede a Dilma para segurar ministro da Fazenda, Joaquim Levy

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva parece estar preocupado com as especulações da saída do ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Em conversa reservada com a presidente Dilma Rousseff, ele teria dito que não é bom deixar dúvidas sobre a permanência do auxiliar no governo. Ele ainda teria insistido, no entanto, que é preciso frear um pouco o ajuste fiscal, para permitir o crescimento da economia.

O ex-presidente esteve com Dilma, no Palácio da Alvorada, logo depois de ela ter se encontrado com Levy e com os ministros Nelson Barbosa (Planejamento) e Aloizio Mercadante (Casa Civil).

Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, o ministro da Fazenda só não deixou o cargo, ainda, porque tem “responsabilidade com o país” e por temer o rebaixamento da nota do Brasil pelas agências de classificação de risco.

Levy estaria muito insatisfeito com as especulações dentro do governo sobre sua saída. A repercussão negativa de sua imagem estaria deixando o ministro no “limite”.

Além disso, ele não escondeu a decepção com as críticas ao ajuste fiscal, até mesmo por parte do PMDB, partido que o apoia. O ministro teria reclamado com o próprio vice-presidente, que ressaltou novamente o apoio a Levy.

Lula e o PT sempre estiveram mais próximos de Barbosa do que de Levy. Por isso mesmo, segundo informações dos bastidores, Lula pede para “segurar a onda” neste momento de crise, em que a imagem, tanto do governo quanto do ministro, estão desgastadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carla Machado

Carla Machado

Jornalista com experiência em assessoria de imprensa, onde trabalhou na produção de conteúdo interno e externo e no atendimento à imprensa, e em jornal, revista e site, nos quais foi repórter. No dia 22 de maio de 2014, recebeu o prêmio Paulo Octavio de Jornalismo, pela categoria Melhor Série de Reportagem, com a série #Brasíliaquerandar, do Jornal de Brasília.