MP denuncia Dirceu e mais 16

Nesta sexta-feira, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e mais 16 investigados foram denunciados pelo Ministério Público por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Segundo a força-tarefa, o ex-ministro teria recebido pelo menos R$ 11,8 milhões da empreiteira Engevix por contratos firmados com a Petrobras. “Os pagamentos a Dirceu eram uma espécie de retribuição reservada a ele pela indicação do diretor de Serviços”, explicou o procurador da República Robersson Pozzobon, em alusão ao engenheiro Renato Duque, apontado como elo do PT no esquema de corrupção na estatal petrolífera.

Dirceu é acusado de receber valores “antes, durante e depois” de ser condenado e preso no Mensalão.

De acordo com a denúncia, os valores de propina pagos por meio do lobista Milton Pascowitch, foram divididos em duas partes: 50% para a “Casa” e 50% para o PT via Vaccari.

“Mensalão e petróleo são um só”, disse o procurador da República Deltan Dallagnol, que coordena a força-tarefa da Operação Lava Jato. Para ele, trata-se de “um esquema partidário de corrupção”.

“Casa” era como o grupo se referia à parte dos agentes públicos na divisão da propina – Duque e Pedro Barusco, ex-gerente de Engenharia e braço direito de Duque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carla Machado

Carla Machado

Jornalista com experiência em assessoria de imprensa, onde trabalhou na produção de conteúdo interno e externo e no atendimento à imprensa, e em jornal, revista e site, nos quais foi repórter. No dia 22 de maio de 2014, recebeu o prêmio Paulo Octavio de Jornalismo, pela categoria Melhor Série de Reportagem, com a série #Brasíliaquerandar, do Jornal de Brasília.