China registra primeiro caso de zika; paciente esteve na Venezuela

As autoridades sanitárias chinesas confirmaram o primeiro caso de zika vírus no país. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (10). O paciente é um homem de 34 anos que esteve na Venezuela e regressou à China no dia 5 de fevereiro, depois de escala em Hong Kong. 

O infectado está hospitalizado e em quarentena. Porém, já em recuperação. A informação é da imprensa local.

Natural da província de Jiangxi, no sudeste da China, o paciente apresentou sintomas como febre, tonturas e dores de cabeça em  28 de janeiro, quando ainda estava na Venezuela.

De acordo com a Comissão de Saúde local, o risco de contágio no país, contudo, é “extremamente baixo”. O mosquito Aedes aegypti, vetor da doença, não está presente na província de Jiangxi. As temperaturas típicas do inverno chinês também impedem que o inseto fique ativo.

As autoridades de Hong Kong reforçaram as inspeções nos acessos fronteiriços. O secretário de Saúde de Hong Kong, Ko Wing-man, já havia falado, nesta semana, da possibilidade de que os primeiros casos começassem a ser registrados.

Brasil preocupa

O Brasil é atualmente o país mais atingido no mundo pela epidemia do zika. Segundo o Ministério da Saúde, o número de infectados pode chegar a 1,5 milhão. A Colômbia é o está em segundo lugar em número de casos, com 22.600.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redação Brasil News

Redação Brasil News

Principais noticias politicas e economicas do Brasil, com analises de uma equipe de jornalistas e escritores independentes.